Spread the love

Conheça mais sobre este estilo de vida e aprenda receitas deliciosas que até os mais carnívoros vão amar e adotar

Quando falamos em dieta vegana, esta dispensa qualquer produto ou alimento que seja derivado em parte ou totalmente de animais, seja com o abate, derivado de produção animal como ovos e leite, ou mesmo cosméticos testados em animais.

Ao cogitar adotar uma alimentação vegana, muitas pessoas apenas consideram o lado restritivo da alimentação, crendo muitas vezes na falta de variedade e opções de refeições, o que não condiz com a realidade. Cada vez mais receitas veganas são elaboradas e difundidas pelos adeptos desta prática.

A alimentação vegana, é rica e variada e inclui fontes de proteínas suficientes para a necessidade do corpo humano. Para demonstrar as possibilidade e variedades de pratos, confira as receias a seguir e comprove a riqueza deste tipo de alimentação:

Receita vegana Café da manhã

Receita vegana Biscoitinhos de Banana e Aveia

Estes biscoitinhos levam poucos ingredientes e são uma ótima opção para levar de lanche para a faculdade, escola e trabalho; são ótimos também para o café da manhã e lanche da tarde ♥
Adaptei a receita do site Power Hungry, que o leitor Victor Nunes me enviou como sugestão. Fiz algumas vezes aqui em casa e fui incrementando até chegar neste resultado que compartilho aqui neste post.




Ingredientes
1 xícara (de chá) de banana nanica amassada (cerca de 2 bananas grandes)
1 xícara (de chá) de aveia em flocos finos
1 colher (de sopa) de óleo vegetal (usei o de coco)
1 colher (de chá) de fermento químico em pó
Canela em pó a gosto (opcional)
1/4 de xícara (de chá) de uvas passas (opcional)
1/4 de xícara (de chá) de castanha do Para picadas (opcional)

Preço médio: R$6,00 (incluso o preço das castanhas e uvas passas)
Rende cerca de 12 biscoitinhos de 5cm
Tempo de preparo: cerca de 25 minutos
Pode conter ou não glúten (dependerá da aveia que você utilizar)
Vegan

Modo de preparo
Pré-aqueça o forno a 180ºC. Em uma vasilha coloque a banana amassada, a aveia em flocos finos, o óleo vegetal, o fermento, a canela e misture. Se gostar adicione as uvas passas e as castanhas picadas. Misture bem, até ficar uniforme.
Coloque esta massa com o auxílio de duas colheres sobre uma assadeira forrada com papel manteiga e leve para assar por 20 minutos ou até ficarem bem sequinhos. Remova com cuidado do papel. Está pronto!

Dicas
Eu não vejo necessidade, mas caso quiser seu biscoito mais doce, você pode colocar 1 colher de sopa de açúcar mascavo, demerara ou cristal. Para mim, as uvas passas já deixam estes biscoitos bem docinhos.
Você pode por só uva passa ou só castanha, ou fazer sem nenhum dos dois.
Estes biscoitinhos não ficam crocantes, eles são mais macios. Eles são mais gostosos no dia, mas se sobrar ou se você quiser fazer em maior quantidade pode guardar em um potinho fechado na geladeira por uns 3 dias.
Se quiser, ao invés de usar castanha do Pará, você pode usar nozes, amendoim, castanha de caju…

Receita vegana Bolo de Chocolate com cobertura de chocolate

Ingredientes
2 1/2 xícaras (chá) de farinha de trigo
2 xícaras (chá) de açúcar
1/2 xícara (chá) de óleo vegetal
1 colher (sopa) de fermento em pó
2 colheres (sopa) de cacau em pó
Essência de baunilha à gosto (opcional)
Água o suficiente para deixar a massa homogenia
Chocolate granulado (sem vestígios de leite)
Coco ralado (opcional)

Cobertura
1 colher (sopa) de cacau em pó
1 colher (sopa) de creme vegetal
3 colheres (sopa) de açúcar
1 colher (sopa) de amido de milho dissolvido em 1/2 xícara de água
1 copo de água (se quiser mais calda, aumente a quantidade de água)

Modo de preparo
Bata todos os ingredientes menos o granulado e o coco. Pessoal eu geralmente bato a massa manualmente, mas podem bater tudo no liquidificador mesmo. Depois de ter batido bem unte uma forma e leve ao forno para assar de 15 a 20 minutos, o tempo varia de acordo com cada forno.
Enquanto isso faça a cobertura, leve todos ingredientes ao fogo mexendo bem até desgrudar do fundo da panela. O amido de milho serve para dar uma engrossada na cobertura, se achar necessário dissolva mais amido na água fria para não empelotar e coloque na cobertura que está ao fogo.
Deixe esfriar um pouco e depois coloque por cima do bolo já assado, polvilhe com chocolate granulado, e se quiser salpique coco ralado por cima, e está pronto.

receita vegana Pão sem Queijo (Pão de “Queijo”

Em homenagem ao dia das crianças, resolvi compartilhar uma das receitas mais pedidas aqui, que é uma versão vegana de pão de queijo, o pão sem queijo!
Encontrei esta receita no Menu Vegano há um tempo (veja a original aqui), adaptei algumas coisas para ficar do meu gosto e estou compartilhando a minha versão com vocês, espero que gostem!

Ingredientes
2 xícaras (de chá) bem cheias de mandioquinha (batata baroa) picada (cerca de 300g)
1 e 1/2 xícara (de chá) de polvilho doce (aproximadamente 200g)
1/2 xícara (de chá) de polvilho azedo (aproximadamente 50g)
1 colher (de chá) de fermento químico em pó
1/4 de xícara (de chá) de água
5 colheres (de sopa) de óleo
1 colher (de chá) de sal ou mais se preferir

Preço médio: R$ 8,00
Rende cerca de 20 unidades
Tempo de preparo: cerca de 1h15min
Não contém glúten
Vegan

Modo de preparo
Antes de tudo, cozinhe a mandioquinha. Em uma panela com água fervente, coloque a mandioquinha picada e deixe cozinhar até ficar macia (espete um garfo ou faca e ele deve atravessar com facilidade). Escorra bem e em seguida amasse as mandioquinhas ainda quentes com um garfo, até obter um purê uniforme. Reserve.
Pré-aqueça o forno a 210ºC. Em uma vasilha, coloque o polvilho doce, o polvilho azedo, o fermento químico em pó e misture.
Coloque a água, o óleo e o sal em uma panela pequena, misture e deixe ferver. Quando estiver borbulhando, desligue e jogue sobre a mistura dos polvilhos. Misture bem até virar uma farofinha. Adicione o purê e misture novamente, até obter uma massa uniforme. Modele bolinhas de tamanho médio, cerca de 4cm de diâmetro, e coloque em uma assadeira antiaderente. Leve para assar por cerca de 50 minutos ou até os pãezinhos ficarem rachados e completamente assados. Está pronto!

Dicas
Recomendo o uso de xícaras e colheres medidoras para a quantidade ficar mais precisa. São vendidas em lojas de 1,99 e têm o custo acessível. A xícara que eu uso tem 240ml e a colher 15ml.
Você pode usar batata doce no lugar da mandioquinha. Eu fiz com batata doce, adicionei orégano desidratado, um pouquinho a mais de sal (porque ela é mais adocicada) e ficou super saboroso! É só usar a mesma quantidade.
Dá pra adicionar ervas desidratadas, como orégano, como citei acima, alecrim, salsinha…
Você pode colocar cubinhos de goiabada no meio dos seus pãezinhos, ela derrete e fica uma delícia!
Você pode congelar, para ter seus pãezinhos sempre à mão! Eu achei que poderia não dar certo devido ao fermento, mas fiz alguns testes e deu certo sim. Para congelar: é só modelar as bolinhas e colocar em uma forma com um espaço entre elas, leve para congelar até ficarem bem duras (o que vai levar cerca de 2 horas) e depois remova com cuidado e guarde em vasilhas ou saquinhos fechados. Para assar eu só tiro do congelador, coloco na forma ainda congelados e asso em forno pré-aquecido por uns 50 minutos.
Uma dica: se você ver que a massa não está ficando firme, que ela está grudando na sua mão, adicione um pouquinho mais de polvilho doce, porque pode acontecer da sua mandioquinha ter acumulado bastante água.

receita vegana Granola caseira

Granola é uma coisa que eu e meu marido apreciamos muito e que pode ser comida pura ou com frutas, iogurte, sorvete, etc. Como consumimos muito, uns dois quilos por mês, fazer a granola em casa se tornou bem mais econômico. A receita abaixo é adaptada do site de Edu Guedes e é bastante simples, basta misturar tudo, colocar numa assadeira e esperar dourar.

Granola Caseira
Veja os ingredientes:

2 ½ xícaras (chá) de aveia prensada
1 xícara (chá) de castanha de caju e do pará
1 xícara (chá) de farelo de trigo
2 xícaras (chá) de sementes (gergelim, chia, linhaça)
1 xícara (chá) de gérmen de trigo
1 colher (café) de canela em pó
1 xícara (chá) de mel (glicose de milho)
½ xícara (chá) de óleo
1 pitada de sal
1 xícara (chá) de uva passa
½ xícara (chá) de lascas coco seco (se encontrar)
2 xícaras (chá) de flocos de milho

açúcar mascavo e cacau em pó podem ser adicionais, assim como outras frutas secas

Modo de Preparo:

Misture tudo numa bacia grande, com exceção da uva passa e das castanhas. Depois, disponha numa assadeira (eu precisei dividir em duas) e coloque para assar em temperatura média até que a aveia fique dourada.

 

Acrescente a uva passa e as castanhas.

 

Espere esfriar e reserve num pote fechado para que não murche. Afinal, a queremos bem crocante.

receita vegana Manteiga de amendoim

Queridos, na última receita que postei, o Sorvete sem lactose, usei manteiga de amendoim lembram? Como disse, aqui no Brasil faz pouco tempo que essa delícia entrou no nosso dia-dia!

É uma ótima opção para receitas, para comer com frutas, colocar em bolos como parte do recheio ou cobertura, e para passar no pão com geléia, o famoso peanut butter and jelly sandwich (L).

A receita é muito simples, mas antes de passar vou contar umas coisinhas sobre o amendoim.

Eu sempre tive um certo receio em comer muito amendoim, na minha cabeça ele fazia mais mal do que bem. Até que um dia eu li uma matéria sobre uma pesquisa feita em Harvard que listou os alimentos que mais engordam (tentei achar ela, mas não encontrei, sorry!) e uma das coisas que me chamou a atenção é que, segundo os pesquisadores, por incrível que pareça, as pessoas que consumiam uma quantidade razoável de manteiga de amendoim conseguiram manter seu peso.

Segundo eles, o amendoim demora mais a ser digerido, fazendo com que a pessoa se sinta saciada por mais tempo e assim, comendo menos. Legal né?

Além disso a maior parte das gorduras presentes nele são as gorduras boas (insaturadas), já que ele é de origem vegetal. Outra coisa muito boa é que ele tem uma boa quantidade de proteínas. Ou seja, o amendoim não é tão inimigo como eu pensava!

Mas calma, não vai sair comendo amendoim daqueles que vendem em pacotinhos no mercado, que são torrados e salgados, que aí não é tao saudável não! Fique de olho na quantidade de sódio, se não os pontos positivos vão ser anulados.

O amendoim também pode ser bastante alergênico, portanto não consuma todos os dias e sempre que comprar procure os com selos e certificações, já que dependendo da estocagem, embalagem, etc, ele pode vir contaminado com fungos (que não são visíveis a olho nu).

Vamos a receita!!!

Manteiga de amendoim – sem lactose, sem glúten, vegana

Pode fazer com qualquer semente oleaginosa: amêndoas, castanha de caju, castanha do pará, macadâmias, pistache, nozes, ou um mix com várias.

Foto do blog da Averie, o Love Veggies and Yoga.

Ingredientes:

500g de amendoim sem sal – quantidade pode variar

Opcional:

1 colher de chá de óleo de coco

Cacau

Açúcar de coco, xylitol ou stevia

Sal

Ervas e temperos secos

Modo de fazer:

Coloque os amendoins em um processador e bata bem. Abra a tampa de vez em quando (com o processador desligado, por favor!!) e raspe a pasta que está se formando dos lados.

Vá triturando eles até eles formarem uma pasta bem homogênea e cremosa, isso pode levar uns 5 minutos ou mais, depende da potência do seu processador.

Você não precisa necessariamente deixá-lo bem liso, a manteiga de amendoim também fica gostosa se tiver uns pedacinhos

Coloque a mistura em um pote bem fechado e mantenha na geladeira. Consuma em no máximo um mês, para garantir a qualidade 🙂

*É opcional adicionar uma pitada de sal ou algum tipo de adoçante (mel ou açúcar mascavo). Prove antes e veja o que você acha que ficaria melhor na sua opinião. Eu gosto dela pura, fica mais “coringa” para receitas.

Bem fácil né?

Vou passar uma outra receita com manteiga de amendoim logo mais! Uma alternativa bem saudável para aquela vontade de doce que temos às vezes!! ahahah

receita vegana Leite de Coco Caseiro

Desde que testei o leite de coco aqui em casa ele se tornou um dos meus favoritos! Ele é tão saboroso que se deixar eu tomo tudo sozinha. Ele é muito saboroso, ótimo puro, quentinho, com café ou cacau, com vitaminas, e também pode ser usado em receitas doces e salgadas. Este leite de coco tem o sabor mais suave e é mais fino do que o comprado pronto, pois não tem os espessantes.

Ingredientes
1 coco seco (2 xícaras e meia de coco picado ou cerca de 250g)
3 xícaras (de chá) de água quente (cerca de 720ml ou mais se preferir mais fino)

Preço médio: R$4,00
Rendimento médio: 720ml
Tempo de preparo: cerca de 40 minutos
Não contém glúten
Vegan

Modo de preparo
Pré-aqueça o forno a 240ºC, retire toda a água de um coco seco, coloque ele em uma assadeira e leve para assar por 15 minutos ou até ficar bem rachado. É importante tirar toda a água para não se queimar depois.
Espere ficar morno e dê leves marteladinhas para ajudar a quebrar o restante que faltou. Separe a casca da polpa com o auxilio de uma faca sem ponta. Pique esta polpa em pedaços menores.
Em um liquidificador, coloque esta polpa de coco, adicione a água quente e bata por 3 minutos. Se o seu liquidificador for pequeno, divida em duas partes.
Espere ficar morno para não se queimar e em seguida coe com o auxílio de um pano limpo ou peneira bem fina.
Está pronto!

Dicas
Guarde na geladeira, bem fechadinho em uma vasilha de vidro esterilizada, por até 5 dias. O leite vai se dividir em duas partes, uma mais firme e gordurosa, que é a gordura do coco, e a outra mais aguada. Para usar o leite é só misturar em temperatura ambiente ou aquecer, que os pedaços vão se misturar ao leite.
Outro dia usei uma colher de sopa deste creme de coco para finalizar um risotto e ficou bem gostoso; não fiz mais testes, mas acho que dá pra usar ele como uma espécie de creme de leite.
Você pode adicionar essência de baunilha ou tâmaras para dar mais sabor ao seu leite.
Eu gosto deste leite mais concentrado, por isso uso apenas 3 xícaras de água, mas se preferir pode adicionar mais.
Para coar eu usei um coador de café, que comprei especialmente pra fazer leites vegetais aqui em casa.
Se preferir, no lugar da polpa do coco, você pode usar aquele coco ralado fresco, vendido em supermercados e lojas de produtos naturais. Veja uma receita com este tipo de coco no Panelinha (veja aqui).
Para abrir o coco e retirar a polpa com facilidade, você também pode usar uma dica que eu vi la no manual do mundo. Veja aqui.
Se preferir um leite mais branco, retire esta parte marrom do coco. Ela não atrapalha no sabor e em nada, mas deixa o leite um pouco mais escurinho. Dá um pouco de trabalho de tirar, por isso deixo.
Além do leite de coco, ao fazer esta receita você também terá coco ralado! E você pode aumentar a durabilidade dele, secando no forno ou fogão.
Se quiser secar no forno, espalhe tudo sobre uma assadeira antiaderente e leve pra secar em forno pré-aquecido a 210ºC por cerca de 40 minutos, mexendo de dez em dez minutos. Ele estará bom quando não grudar nos dedos.
Na frigideira é mais rápido, em uns 20 minutos ele já estará bom. Coloque o coco em uma frigideira antiaderente em fogo baixo e mexa sempre, até ficar sequinho. Se deixar mais tempo vai obter coco queimado, que também pode ser usado em diversas receitas. Espere esfriar e guarde em um potinho fechado (Aqui deixei por 1 mês e ainda estavam bons).
Com estes resíduos que sobraram você pode fazer diversas receitas, como o beijinho (veja a receita aqui), usar em bolos (veja uma receita de bolo de fubá vegano aqui), doces (como este bombom aqui)…
Se você quiser este coco mais fininho, pra virar uma farinha de coco, é só bater depois que secou em um processador ou liquidificador até ficar mais fino.

receita vegana Lanches e petiscos

receita vegana Barra de cereal de chocolate meio-amargo

Um dos projetos artísticos do meu marido se refere à fotografia de rua, o que o leva a várias e longas expedições pela cidade. Por isso, quando batia aquela fome, nem sempre havia opções vegetarianas à disposição. Assim, ele resolveu brincar um pouco na cozinha e criou esta barrinha de cereal com muito chocolate para lhe dar energia em suas caminhadas. A receita é simples e leva poucos ingredientes (isso se você usar uma granola previamente feita, como nesta receita aqui ou se tiver comprado uma, de preferência sem açúcar).

Barra de cereal de chocolate meio-amargo
Veja os ingredientes:

4 xícaras de granola

3 xícaras de chocolate meio-amargo em gotas (prefira os acima de 60%)

Papel manteiga

Saquinhos para armazenar

Modo de Preparo:

Derreta o chocolate em banho-maria ou em forno baixo numa tigela grande.

Quando estiver cremoso, misture com a granola.

Despeje numa superfície – pode ser uma bandeja – coberta com o papel manteiga. Espalhe bem.

Cubra com outra folha de papel. Passe o rolo por cima para assentar.

Deixe na geladeira por algumas horas. Corte em pedaços retangulares com uma faca grande. Esta receita deu umas 15 barrinhas, mas isso vai depender do tamanho que você cortar.

Coloque em saquinhos individuais e deixe na geladeira. Quando for dar seu passeio, é só pegar.

receita vegana Bolinhas de tofu veganas

Esta receita é uma óptima entrada vegana. A receita dá para aproximadamente 15 bolinhas e pode ser servida com o esparregado de brócolos como acompanhamento.

Ingredientes
1 Cenoura
1 naco de tofu 250gr
1 Cebola pequena
Azeite 4 colheres de sopa
Meio limão espremido
Sal qb
Salsa a gosto
Farinha de trigo para fazer a ligação
Azeite para fritar

Preparação
Desfaz-se o tofu com as mãos até ficar uma pasta homogénea. Rega-se com o sumo de limão e deixa-se apurar pelo menos 30 minutos.
Rala-se a cenoura e a cebola e rega-se com as três colheres azeite, deixando amolecer.
Saltear os ingredientes todos com o azeite da cebola e da cenoura e adiciona-se a salsa e a o sal a gosto. Retira-se da wook e deixa-se amornar. Juntar a farinha e fazer as bolinhas. Se for necessário, juntar mais farinha para fazer a ligação.
Fritar.

Se preferir em vez de fritar, pode deixar cozinhar no forno.

receita vegana Esfihas de espinafre tipo Habib´s

Para os veganos, esta pode ser a única esfiha comível no Habib´s, embora eles coloquem um creminho de catupiry no centro dela. Por isso, resolvi fazer minha própria versão. Ela fica crocante e fica ótima com um molho de alho.

Veja os ingredientes:

Massa

1 tablete de fermento biológico fresco (ou seco)

300 ml de água morna

100 ml de óleo

1 colher (sobremesa) de sal

1 colher (sobremesa) de açúcar

5 xícaras de farinha de trigo (pode misturar branca com integral)

Recheio

3 maços de espinafre

alho e cebola

sal a gosto

pimenta calabresa (opcional)

 

Modo de Preparo:

Numa tigela grande dissolva completamente o fermento no açúcar e no sal. Junte a água, que deve estar morna, e depois acrescente os demais ingredientes, adicionando a farinha de trigo por último e aos poucos.

8

Sove a massa numa mesa ou pia enfarinhada.

 

Deixe crescer por 30 minutos num local seco, encoberta por um pano de prato.

 

Para saber quando está pronta, basta tirar uma bolinha, colocar na água e esperá-la subir.

 

Enquanto isso, você pode fazer o recheio. Basta lavar o espinafre, separando as folhas dos talos. Dourar uma cebola e alho no azeite ou manteiga/margarina. Acrescente as folhas, tempere e espere que murchem. Então, tire o excesso de água com uma peneira (esta água rica em nutrientes, eu uso depois para cozinhar arroz ou fazer um macarrão ao pesto ou sopa).

 

Com o recheio pronto e a massa crescida, você pode separar esta última em bolinhas pequenas, abri-las e modelá-las com um objeto redondo.

 

Eu sei uma tampa de pote. Se fizer a receita inteira e modelar esfihas pequenas, poderá fazer mais ou menos umas 20.

 

Coloque o recheio e faça as bordinhas. Achate o recheio no centro para que preencha todo o espaço da massa.

 

Disponhas as esfihas numa assadeira (não untar). Asse em forno médio a quente, pré-aquecido, por cerca de 30-40 minutos, ou até que as bordas fiquem douradas.

 

Esta receita foi adaptada do livro Cozinhando sem Crueldade, de Ana Maria Curcelli.

Categorias: Receitas

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *